BLOG

Pontos turísticos em Natal

Dicas de viagem

Publicado em 24 de outubro de 2019 | Atualizado em 17 de maio de 2021

Pontos turísticos em Natal

Praia, sol, sombra e água fresca. Um lugar cercado por dunas, natureza, monumentos históricos, os passeios mais emocionantes de buggy e aquele clima hospitaleiro que só o Nordeste tem. Se é um destino assim que você procura para suas próximas férias, a dica é conhecer os pontos turísticos de Natal.

A capital do Rio Grande do Norte é pequena em área, mas grande em histórias, lugares para conhecer e passeios para fazer. Uma cidade versátil para receber famílias, grupos de amigos ou viajantes solos.

A vontade de viajar já começou a bater por aí? Então pode fazer as malas, porque vamos compartilhar com você as principais atrações turísticas da cidade potiguar.

O que fazer em Natal? Conheça os principais pontos turísticos

Antes de começar a planejar as férias e os preparativos da viagem, é importante pesquisar sobre o destino. Assim, fica mais fácil montar o roteiro de viagem de acordo com os lugares que você quer conhecer e organizar os passeios com agências de turismo.

Para facilitar o seu planejamento e tornar sua viagem ainda mais agradável, nós reunimos para você os principais pontos turísticos de Natal: desde cenários paradisíacos até lugares históricos. Vamos conhecer?

Dunas de Genipabu e Lagoa de Genipabu

Passeios em Natal - buggy litoral norte
Dunas de Genipabu e Lagoa de Genipabu

Um dos passeios mais clássicos e imperdíveis para todos os tipos de viajantes passa pelas dunas de Natal, em especial as de Genipabu, a 25 quilômetros da capital potiguar, sentido litoral Norte. De areias brancas, são consideradas as mais altas do País.

Já ouviu a pergunta: “Com muita emoção, pouca emoção ou sem emoção?” Além das belezas naturais, buggys sobem e descem as dunas em alta velocidade, rápido, mas sem acelerar muito ou de um jeito mais tranquilo e suave. Tudo vai depender da sua resposta e do nível de adrenalina que quiser sentir.

A vista de cima é incrível! A Lagoa de Genipabu também, que faz parte dos passeios de longa duração, com direito a banho de mar. Assim como os momentos em que você fica na beira de um dos picos das dunas, prestes a descer. É quase como uma montanha-russa.

Buggys são os veículos oficiais da cidade para deslizar pelas areias em passeios de duas horas e meia ou um dia inteiro e ainda fazer um panoroma por algumas das principais praias potiguares.

Parque das Dunas

Parque das Dunas
Parque das Dunas

Por falar em dunas, você pode encontrá-las na própria capital, no coração de Natal, no Parque Estadual das Dunas, em uma área de 1.172 hectares.

Além das formações de areia, a mata nativa esconde trilhas que levam a mirantes, com vista do mar e das montanhas.

Uma boa opção de passeio para quem gosta de se aventurar e de ficar em contato com a natureza. Nos finais de semana, as famílias podem aproveitar peças de teatro, um piquenique ao ar livre, rodas de leitura, atrações musicais e um parquinho para os pequenos.

Praia de Pipa

Praia de Pipa
Praia de Pipa

Enquanto ao Norte de Natal, estão as famosas dunas de Genipabu, no sentido contrário, ao Sul, é onde fica a Praia de Pipa. Apesar de estar a mais ou menos 80 quilômetros da capital potiguar, é uma das praias mais badaladas do Rio Grande do Norte.

Localizada no município de Tibau do Sul, Pipa atrai os olhares para as falésias que emolduram a paisagem e também pela presença de golfinhos. Isso sem contar a estrutura de bares, lojinhas e restaurantes.

Praia de Ponta Negra e Morro do Careca

Praia de Ponta Negra e Morro do Careca
Praia de Ponta Negra e Morro do Careca

Natal tem muitas belezas naturais, mas quem leva o título de cartão-postal potiguar é o Morro do Careca, uma duna com pouco mais de 100 metros de altura, que fica na Praia de Ponta Negra.

Até a década de 90, turistas e locais tinham a chance de escalar o morro, que era aberto para visitação. Hoje, faz parte de uma área de proteção ambiental a fim de preservar a mata nativa de restinga. Quem sempre aparece para espiar os turistas são os saguis.

Mesmo de longe, a visita vale a pena e rende boas fotos. A Praia de Ponta Negra é uma das mais urbanas da cidade, com melhor infraestrutura de bares, restaurantes e hospedagens, além de estar sempre movimentada durante o dia e a noite.

Maior cajueiro do mundo

Maior cajueiro do mundo
Maior cajueiro do mundo

Aliás, a natureza é um atrativo à parte. Indo sentido litoral sul, você poderá visitar o maior cajueiro do mundo. A árvore gigante fica na praia de Pirangi, no município de Parnamirim, a 12 quilômetros de Natal.

Reza a lenda que o cajueiro tem o tamanho de um campo de futebol, cerca de 8,5 mil metros quadrados. Já pensou? Haja caju! Todo ano, são colhidos cerca de 70 a 80 mil cajus. A época de maior safra vai de setembro a dezembro.

Entre emaranhados de galhos e cipós, a árvore está em constante crescimento, na horizontal. Ninguém sabe explicar ao certo o motivo, mas cientistas falam na possibilidade de anomalias genéticas.

A árvore gigante é cercada por um deque de madeira que leva a um mirante. Então, não deixe de explorar! O passeio pelo cajueiro é um bom momento para ouvir as histórias dos guias e dos locais.

Fortaleza dos Reis Magos

Pontos Turistico RN
Forte dos Reis Magos

Já que estamos falando de um ponto turístico histórico de Natal, outra atração imperdível para incluir no roteiro cultural é a Fortaleza dos Reis Magos.

A construção começou em 6 de janeiro de 1598, no dia dos Reis, com o intuito de proteger o território de invasões estrangeiras, mas só foi concluída 30 anos depois.

O ponto histórico com formato de estrela é aberto para visitação e conta com guias, que apresentam toda a história por trás do forte, além de mostrar os canhões originais, da época das invasões, a capela com água doce, os alojamentos e o Marco de Touros, considerado o documento histórico mais antigo do Brasil.

Além de toda a história preservada no Forte dos Reis, tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico Nacional (IPHAN) em 1949, a vista para o Rio Potengi e para a Praia de Genipabu é uma recompensa à parte de quem visita o lugar.

Rio Potengi e a origem de Natal

Ponte Newton Navarro
Ponte Newton Navarro

Você sabia que Natal começou a partir do Rio Potengi? O nome vem da língua Tupi e significa “água de camarão”. Sua nascente começa em Cerro Corá e sua foz fica na capital.

Inclusive, por ser o principal rio do Rio Grande do Norte, com 176 quilômetros de extensão, abastecendo diversas cidades potiguares, é ele que influenciou o nome do estado.

A fama de boas águas também atraiu a Náutica Naval do Rio Grande do Norte em 1965, que passou a treinar seus atletas no Rio Potengi. Para conhecer essas águas de perto, você pode fazer um passeio de catamarã.

Sítios arqueológicos

Para quem gosta de ruínas ou fósseis de animais pré-históricos, a pedida é visitar os sítios arqueológicos do Rio Grande do Norte. Um dos mais importantes é o Lajedo de Soledade, em Apodi. Outro, que fica na parte mais central do estado, é o Carnaúba dos Dantas.

Piscinas naturais de Maracajaú

Piscinas naturais de Maracajaú
Parrachos de Maracajaú

Se tem um programa que não pode ficar fora do roteiro de viagem de quem vai para o Nordeste é aquela área no meio do mar ou das pedras, chamada de piscinas naturais.

A 7 quilômetros do litoral norte do RN e a 30 minutos de barco, as piscinas de águas transparentes dos Parrachos de Maracajaú reservam uma vasta vida marinha, com as mais diferentes espécies e uma cadeia de recifes de corais.

A 40 quilômetros, sentido Sul do estado, na região de Nísia Floresta, tem mais piscinas naturais, além de lagoas de águas mornas e cristalinas. Uma das paradas turísticas de quem passa pela área é na Casa de Tapioca de Tabatinga, onde a tradicional tapioca é feita na folha de bananeira em um fogão de pedra antigo.

Turismo histórico e cultural em Natal

Além do Forte dos Reis, sítios arqueológicos e lugares como o maior cajueiro do mundo e o Rio Potengi, Natal conta com um turismo histórico e cultural muito forte e áreas verdes para curtir a natureza.

Teatro Alberto Maranhão

Teatro Alberto Maranhão
Teatro Alberto Maranhão

Patrimônio histórico e artístico do Rio Grande do Norte, o teatro foi construído em 1986 e recebe grandes apresentações, além de funcionar como escola de dança. Um dos pontos que mais chama a atenção é sua fachada, inspirada na arquitetura francesa e no estilo Art Nouveau.

Barreira do Inferno

Barreira do Inferno
Barreira do Inferno

O nome pode assustar um pouco, mas este ponto turístico foi a primeira base aeronáutica na América do Sul a se transformar em um centro para lançar foguetes.

Seu nome é um apelido dado pelos locais devido aos efeitos da incidência dos raios de sol nas falésias, lembrando uma grande barreira de fogo de longe. Hoje, a base é utilizada pela Marinha e pelo Exército.

Parque da Cidade

Parque da Cidade
Parque da Cidade

Projetado pelo renomado arquiteto Oscar Niemeyer, o parque também é chamado de Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte. Um ambiente para correr, andar de bicicleta, fazer piquenique ou aproveitar o que a cidade tem a oferecer.

Assim como outras cidades do nordeste, Natal também tem um centro histórico, feiras de artesanato e a Catedral Metropolitana, além de monumentos e casas de cultura que chamam a atenção pelo estilo barroco em sua arquitetura.

Mesmo sendo um estado relativamente pequeno, a capital potiguar reúne um pouquinho de tudo: desde praias de águas cristalinas até áreas preservadas, espaços ricos em cultura e história e uma pitada de aventura para quem não abre mão do contato com a natureza.

17 respostas para “Pontos turísticos em Natal”

  1. Ray disse:

    Gostei muito os pontos turísticos são lindod

  2. Elio Ângelo Freitas Martins disse:

    Esse estado de Natal e maravilhoso, sou mineiro mas adoro Natal

  3. Livia Novaes disse:

    Esse conteúdo sim é útil. Estou planejando uma viagem para
    o ano que vem e suas dicas de longe foram as melhores que
    vi até agora. Parabéns pelo site. 🙂

    • Wendell Lopes disse:

      OLá Livia, agradecemos pelo comentário, estamos trabalhando para entregar o melhor conteúdo sobre nosso estado e nossos passeios. Abraço e te aguardamos.

  4. Tania Regina Boaventura disse:

    Tive o privilégio de conhecer Natal em julho do ano passado e adorei. Estou me programando para voltar em outubro desse ano.

    • Wendell Lopes disse:

      Olá Tania, vai ser um enorme prazer recebe-la novamente em nossa cidade. Esperamos que nos prestigie com sua presença em nossos passeios. Um forte abraço e te esperamos ansiosos.

  5. Alcicleres disse:

    Estou planejando uma viagem para Natal no próximo mês.
    Preciso saber de vc como anda o Rio Grande do Norte na questão da pandemia?
    O estado é lindo a capital nem se fala!
    Estou com receio mais pretendemos ir sim.
    Parabéns! Pelo conteúdo. Achei lindo!
    Parabéns!!!

    • Wendell Lopes disse:

      Olá Alcicleres, agradecemos pelo carinho por nossa empresa e pela cidade do Natal. Aqui tudo transcorre normal e dentro dos padrões de segurança. As empresas de turismo se qualificaram para atender aos turistas neste novo contesto. Estamos prontos para te receber. Aguardamos ansiosos sua chegada. Forte abraço.

    • Wendell Lopes disse:

      Olá, agradecemos pelo carinho. Venha Natal está com tudo normal dentro dos padrões de segurança contra o COVID-19. Vai ser um prazer te receber aqui. Abraço

  6. Cecília vieira disse:

    Como fiquei 05 dias em Natal,fiz passeios com a Marazul, fiz passeio com o guia Carlos (pipa)É Fred(Bug)ambos foram muito bom,mas o que mais gostei foi o 4×4.
    Parabéns Marazul ,quando voltar a Natal farei mais passeios.

  7. Taize Cristina disse:

    Boa noite!
    Estou planejando conhecer natal, gostaria de saber se esses pontos turísticos e todos pagos?

  8. Alexsandra disse:

    Olá, bOA tARDE! Pretendo ir ano que vem, e gostaria de saber os pontos turiscos quem tem programação infantil , nessa cidade maravilhosa ?

  9. Ana Cristina M de A Cruz disse:

    12/09/2021. Estive em Natal pela primeira vez em janeiro de 2021, fui muito bem recebida, fiquei hospedada 8 dias em Ponto Negra foi top, os passeios foram maravilhosos um melhor que outro, não vejo a hora de retornar para conhecer outros lugares que não deu tempo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *