Todos os estados brasileiros tem um dialeto próprio da região, e aqui no RN não é diferente. Se liga nessas palavras do dialeto potiguar e entenda o que a gente fala por aqui.

 

Aperrear: verbo que significa perturbar, estressar. Pode também tornar-se um adjetivo para alguém muito estressado, desesperado, preocupado: “José é aperreado demais”.

Armaria : sua origem é a redução do termo “Ave Maria”. Utilizado como expressão de espanto, admiração diante alguma situação.

Arrudiar: verbo que significa dar a volta.

Avexar: verbo utilizado para pedir mais rapidez a alguém. Pode também tornar-se um adjetivo para alguém que vive com pressa: “Fulano é muito avexado”.

Bagana: substantivo que designa doces, balas, chocolates, guloseimas em geral.

Balaio de Gato: expressão utilizada para denominar uma grande desorganização, confusão.

Bixiga Taboca: expressão para demonstrar intensidade em uma ação, ou ainda para indicar fúria, raiva, ira.

Boy (boe): substantivo comum de dois gêneros para designar qualquer pessoa 

Cabido: adjetivo para qualificar alguém muito intrometido.

Cagado: adjetivo utilizado para qualificar alguém com muita sorte, sortudo. Utiliza-se ainda a expressão “cagado e cuspido” para identificar a semelhança entre duas pessoas ou coisas.

Cagou o Cibazol: expressão utilizada em situações que alguém errou completamente, e não obteve nenhum sucesso.

Cangueiro (a): adjetivo utilizado para denominar alguém que não dirige bem.

Caningar: verbo que significa chatear, aborrecer alguém. Utiliza-se também como adjetivo para pessoas aborrecidas: “Ana é muito caningada”.

Doidinho (a): substantivo utilizado para denominar aquela moça, aquele rapaz.

Eita Piula!: interjeição de espanto, admiração.

Estribado: adjetivo para qualificar alguém muito rico, cheio de dinheiro e ainda que gosta de ostentar.

Freské?: indagação sobre o estado momentâneo que a pessoa se encontra, ou sobre alguma situação fora do comum.

Fuderoso: adjetivo que qualifica alguém ou algo como o máximo.

Galado: adjetivo que denomina um rapaz que não presta. Também utilizado como saudação entre amigos.

Garantir: verbo para intitular alguém seguro de si ou do que está fazendo. Pode ser utilizado em negação, como “Pedro não se garante”.

Godelar: verbo para intitular a ação de conseguir algo de graça.

Grear: verbo que significa rir muito, achar graça de alguma situação ou de alguém. Exemplo: “Patrícia está se greando”.

Infeliz das Costa Oca: expressão utilizada para xingar alguém, denominando como uma pessoa ruim.

Marmota: adjetivo para designar pessoas ou coisas desajeitadas, fora de ordem, ou ainda feias.

Mermão: sua origem é a redução da expressão “Meu Irmão”. É utilizado também como saudação entre amigos.

Pegar o Beco: expressão utilizada para demonstrar a vontade de sair de algum lugar.

Pirangueiro: adjetivo para denominar aquele que pede muito, inconveniente.

Presepada: substantivo para nomear uma situação incomum, uma artimanha.

Reiosse: derivado do verbo “reiar” que significa se dar mal, se complicar. Podendo ser utilizado também como expressão de espanto.

Resenha: substantivo que denomina as últimas fofocas, novidades. Sendo usado também como sinônimo para programa, saída.

Rolé: substantivo que designa programa, saída, dar uma volta, passear.

Ruma: palavra destinada a dar ênfase na grande quantidade de determinada coisa.

Sibite Baleado: expressão para denominar uma pessoa muito magra.

Tá com a mulesta: expressão para denominar alguém descontrolado, ou muito intenso em alguma situação. Sinônimo de “tá com a porra”

 

Fonte:  Apartamento 702