Natal RN

As férias são um dos momentos mais esperados do ano, tanto pelos estudantes como pelos profissionais.

Afinal, elas se apresentam como uma excelente oportunidade para fugir da rotina e conhecer lugares e pontos turísticos, bem como culturas e povos, de modo a recompor as energias.

Porém, com tantos locais lindos espalhados pelo Brasil, torna-se um desafio selecionar o melhor para visitar.

No texto de hoje, apresentamos Natal, cidade que fica localizada no Rio Grande do Norte, estado mais conhecido como potiguar, devido a sua origem histórica.

Então, se você está buscando um lugar para se divertir e ficar encantando, continue a leitura do artigo a seguir e conheça esse destino incrível.

Aqui, você conhecerá um pouco de sua história, descobre por que Natal é uma cidade turística e qual é a melhor época do ano para visitá-la! Boa leitura!

 

História de Natal

Natal, capital do Rio Grande do Norte, foi fundada em 1599, um pouco depois do início do processo de colonização do Brasil pelos portugueses.

Antes, porém, até o ano 1000, há relatos históricos que o local era predominantemente habitado por índios Tapuias, termo que foi utilizado para designar os índios que falavam tupi.

Mais tarde, por volta do século XVI, a região passou a ser habitada por um dos povos tupis, os chamados Potiguaras, nome que até hoje acompanha fortemente a história do Rio Grande do Norte.

Quando os portugueses chegaram ao Rio Grande do Norte, com o objetivo de colonizar a região, entraram em batalha com os índios potiguaras e com os piratas franceses, que comercializavam no mercado negro o pau-brasil, uma das matérias-primas mais importantes da época.

A presença dos portugueses na capital do estado pode ser vista a partir dos potentes fortes que podemos encontrar por lá e na arquitetura do seu centro histórico.

Natal também teve elevada importância durante a Segunda Guerra Mundial, uma vez que a cidade foi utilizada como base estratégica para abastecer os aviões americanos, tanto que a foi classificada na época como um dos pontos mais estratégicos do mundo em assunto de guerra.

Contamos uma breve história de Natal, mas saiba que pode aprender muito mais sobre esse local indo visitá-lo.

Os seus monumentos e arquitetura cuidam de apresentar a história do lugar de uma forma diferenciada e rica.

 

Dados sobre o turismo em Natal

De acordo com dados do Ministério do Turismo, Natal é uma das cidades mais procuradas pelos turistas nacionais, sobretudo em épocas como junho e julho.

Conforme o órgão, é o terceiro destino mais procurado no Brasil nesses meses.

Tal resultado partiu de uma pesquisa realizada com mais de 1950 agências de turismo e reflete um pouco da cidade quanto objeto de exploração turística.

Pode-se dizer que, para a cidade, o turismo se apresenta como uma das principais atividades econômica, tanto é que, hoje, ela emprega dezenas de milhares de pessoas.

A cidade, conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), é a segunda maior do nordeste em número de hotéis ou locais para hospedagens. O grande número de estabelecimentos reflete a potência do turismo local.

Mas não é por qualquer motivo que Natal, hoje, é considerada uma das principais cidades turísticas do Brasil.

 Ela abriga algumas das maiores riquezas do nordeste, como lindas praias e, o mais importante, um clima tropical por um ano inteiro, o que agrada a maioria das pessoas, sobretudo aquelas que desejam viver boas aventuras ao ar livre.

Dados do setor de turismo de Natal, afirmam que o faturamento do turismo local alcança a cifra de milhões de reais. A título de informação, somente no ano de 2002, o estado do Rio Grande do Norte faturou US$ 216 milhões, sendo a cidade de Natal uma das mais atrativas e responsáveis por esse resultado.

Para alavancar ainda mais o turismo da região, o governo estadual criou cinco pólos turísticos, cada um com um tema diferente, a saber:

  1. Sol, muita praia e mar, e, claro, lindas e exuberantes dunas;
  2. História (a história dos lugares, como museus, dunas, parques ecológicos, centros históricos, universidades etc.);
  3. Ecoturismo, o qual busca alinhar a prática do turismo a uma condição sustentável;
  4. Cultura e religiosidade, no qual busca notabilizar as práticas religiosas da região;
  5. Aventura, com trilhas não só pela capital, mas também por cidades situadas em outros pontos do estado.

Em suma, Natal é a cidade do sol, por isso diz-se que o seu clima é predominantemente tropical, uma vez que, devido a sua localização geográfica, o sol costuma ficar por lá 15 horas por dia.

 

Melhor época para viajar para Natal

Natal é conhecida, sobretudo, pelas suas belas praias. Além da que citamos, é possível encontrar no local diversas outras, com Praia do Forte e Praia de Ponta Negra.

Isso sem deixar de mencionar os pontos turísticos nas proximidades da capital, como os atrativos em Pipa e as diversas Lagoas.

Mas, e então, por que estamos apontando as praias como um dos principais atrativos da região? Porque a melhor época para visitar Natal é, por incrível que pareça, a baixa estação.

Nessa estação, você pode aproveitar muito mais o que o local pode e tem para oferecer, como praias vazias e melhores ofertas em locais como restaurantes.

O incrível é que mesmo na baixa estação, a cidade oferece um sol que se predomina por todo o ano. Assim, se deseja aproveitar as praias do lugar, bem como o seu clima, vá na baixa estação. Você pode aproveitar muito mais!

Agora que sabe disso, comece a planejar a sua viagem para esse destino incrível. Natal espera por você de braços abertos, bem como pela sua família.

A cidade, como vimos, tem atrativos e pontos turísticos que podem agradar as várias faixas etárias, o que a faz se colocar como uma excelente opção para viagem em família.

Gostou deste conteúdo e gostaria de ficar por dentro de outros? Então, não deixe de acompanhar todas as publicações em nosso blog. Estamos sempre compartilhando textos que podem enriquecer ainda mais os seus conhecimentos e ajudar a sua viagem para Natal se tornar incrível.